FILOSOFIA_DE_GAVETA

sábado, 22 de agosto de 2009

Para você meu querido...

Quando ritmos de marimba começam a tocar
Dance comigo, me faça balançar
Como um oceano preguiçoso que abraça a costa
Me segure firme, me balance mais

Como uma flor que dobra na brisa
Dobre comigo, balance com facilidade
Quando nós dançamos você tem um jeito comigo
Fique comigo, balance comigo

Outros dançarinos podem estar na pista
Querido, mas meus olhos só o verão
Só você tem aquela técnica mágica
Quando nós balançamos que eu fico fraca

Eu posso ouvir os sons de violinos
Muito antes de isso começar
Me faça vibrar como só você sabe
Me balance suavemente, me balance agora

Me balance, me leve
Me emocione, me segure
Me dobre, me alivie
Você tem um modo comigo

Balanço (balanço)

Outros dançarinos podem estar na pista
Querido, mas meus olhos só o verão
Só você tem aquela técnica mágica
Quando nós balançamos eu fico fraca
Eu fico fraca

Eu posso ouvir os sons de violinos
Muito antes de isso começar
Me faça vibrar como só você sabe
Me balance suavemente, me balance agora
Me faça vibrar como só você sabe
Me balance suavemente, me balance agora
Me faça vibrar como só você sabe
Me balance suavemente, me balance agora
Me balance
Me balance
Me balance agora


Sway - The Pussycat Dolls

5 comentários engavetados

Joselito disse...

Hum hum!

LL disse...

Um poema muito lindo, Jo!

Não consegui ouvir o vídeo! :(
Procurarei outro.

Beijos
Luísa

Maria Bonfá disse...

amei seu blog.. uma delicia.. levei seu selo para meu blog.. um beijos..Maria Bonfá

Antonio disse...

Muito balanço nessa letra e na música também.
Gostei muito.
bjs
P.S. Já tinha visto na comuna Filosofia

Marcus Alencar disse...

É um poema bonito que me lembra alguns filmes musicais em que os personagens demonstram seu amor pela música, a arte da dança e a expressão em si, enfim, o que essas a fazem sentir por dentro.

 
BlogBlogs.Com.Br